domingo, 9 de janeiro de 2011

"eu ando devagar, mas sempre para frente, não volto atrás."



Tantas coisas poderiam ter sido diferentes. Vale a pena ficar pensando assim? não sei. Num momento romântico, aquele da família doriana, pensamos, viajamos nas lembranças que  aconteceram. Nos abraços dados, nas conversas intermináveis - sim isso aconteceu -, na química perfeita do sexo. Talvez se tivessemos ficado juntos. Talvez não. Nunca saberíamos se não tivessemos vivido. E não vivemos. Hoje uma amiga disse: "eu ando devagar, mas  sempre para frente, não volto atrás." Nossa como eu já voltei atrás, como já tentei acreditar em relacionamentos, não posso permitir o arrependimento. Uma vez escutei que devemos acreditar até no dia que nossa mente dizer não. E como saber? Será ilusão? Será que criamos um personagem e alimentamos com diálogos, cenários de tudo aquilo que queríamos viver? sim, na verdade não percebemos quando o relacionamento não é sadio e isso dói. Destrói tudo. Mas você teima, o parceiro te dá mensagens de que; "Ele simplesmente não está a fim de você".Mas que pessoa persistente você, hein? persistência ou carência? . Por isso é tão fácil hoje os relacionamentos por internet, você não tem o convívio. Você acredita numa foto. A pessoa é real, mas ela não existe para você. Mas você existe, você é real. Prefiro um sorriso vindo de uma conversa, de um comentário, ali numa mesa de um bar ou qualquer lugar, mas que seja real. É difícil não pensar em você. Você está presente no meu dia a dia. Seja pensamentos, emails, rede sociais.Mas minha vida não se resume a você. Família, amigos - ah! os amigos tão amados e essenciais em nossas vidas. Minha vida é muito mais que você, e olha que digo que você é importante nela. Não dependo de você para ser feliz. Com você eu quero aprender coisas que eu sei que só você poderia me ensinar(impossibilitada de detalhar, rss). Eu gosto da sua companhia, mas amo a minha também. Talvez um dia você entenda e nem vou colocar clichês românticos e banais de que poderá ser tarde demais. Nunca é tarde.
"Não pense que o mundo acaba
Ali onde a vista alcança
Quem não ouve a melodia
Acha maluco quem dança
Se você já me explicou
Agora muda de assunto
Hoje eu sei que mudar dói
Mas não mudar dói muito" - Osvaldo Montenegro

Um comentário:

  1. Identificação total com os textos mas esse tocou no fundo da alma...essa frase "eu ando devagar, mas sempre pra frente...", tem que ser vivida diariamente.

    ResponderExcluir